quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Aviação de caça despede-se do Xavante

Após 39 anos de serviço, a Força Aérea Brasileira (FAB) retira do serviço operacional os seus caças AT-26 Xavante. Como forma de despedida, no dia 2 de dezembro, acontecerá o último sobrevoo dos jatos sobre a capital potiguar, onde operaram por mais tempo, desde 1974.

O Xavante foi o primeiro jato produzido no Brasil e operou em unidades de combate de todo o país. Dentre as principais missões desempenhadas, destaca-se a formação dos pilotos de caça da FAB entre 1974 e 2004. Ao todo, a EMBRAER fabricou 182 unidades, sendo 166 para o Brasil, dez para o Paraguai e seis para o Togo. A FAB também doou onze unidades usadas para a Marinha Argentina.

Os veículos de comunicação interessados em cobrir a solenidade de despedida operacional dos Xavantes, que acontecerá nesta quinta-feira, 2 dezembro, às 9 horas, deverão entrar em contato com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica pelo telefone (61) 3966-9639 ou e-mail imprensa@fab.mil.br



E pra terminar uma foto onde eu e minha filha estamos ao lado do Embraer AT-26 Xavante (EMB-326GB - FAB4624), quando esteve em Campos a mais de 10 anos atrás realizando treinamento de pilotos.


Fonte: Agência Força Aérea
Fotos: Arquivo pessoal e do site: http://www.airfln.com.br/

2 comentários:

  1. Que reliquia em Marcelo!!!!

    ResponderExcluir
  2. É Alex, relíquia mesmo!!! rs.
    O tempo passa rápido né amigo, minha filha da foto já está com 17 e eu... deixa pra lá essa parte! kkk..
    Essa foto aí é da época q a foto tinha q ser revelada, a imagem foi scaneada...rs
    Esse aí é o nosso Xavante q serviu para muitos pilotos aprenderem a "caçar", vamos ver o que a FAB vai fazer, muito acham q o Super Tucano não vai conseguir preencher essa lacuna.
    Abs.

    ResponderExcluir